Gere conteúdos mais certeiros com a análise Top & Bottom


Para criar uma estratégia de conteúdo aderente à marca, objetivos e propósitos é preciso análise e estudos. Uma das maneiras mais eficientes é a análise de dados Top & bottom. Essa modalidade de observação leva em conta quais os padrões que funcionam e os que não funcionam dentro da estratégia de conteúdo de uma marca nas mídias sociais.

A análise pode ser feita dentro de um recorte de tempo, podendo ser de 3, 6 ou 12 meses — tudo estabelecido de acordo com as metas de cada projeto. Com a observação criteriosa, é possível identificar quais conteúdos alcançaram bons resultados, o que eles têm em comum, e quais não conseguiram engajar a audiência da maneira esperada. Dessa forma, uma estratégia muito mais certeira pode ser aplicada para melhor desempenho nas redes. Reputação de marca: como os dados podem contribuir para ela Netnografia: Conecte sua marca ao seu público Do jeito certo, na hora certa

Esse tipo de análise permite que alguns insights sejam gerados para a atuação da marca no mundo digital. É possível, por exemplo, compreender qual a linguagem que melhor funciona, quais formatos de conteúdo geram melhor aderência, se performam melhor aqueles que têm imagem ou apenas lettering, quais as cores, diagramação e assuntos de maior eficiência, dentre outros indicadores.

As análises geradas têm caráter qualitativo e quantitativo. “Essas duas técnicas são importantes para identificar padrões de formato, de temática, de texto e tipo de publicações de cada rede. Cada uma delas tem as suas KPIs específicas. Os padrões são observados por meio do cruzamento da análise quantitativa e qualitativa e, a partir disso, a gente consegue definir o que performou bem e o que não performou tão bem, e como a gente consegue fazer com que o conteúdo fique mais eficiente para a audiência daquela marca”, explica a Head de Inteligência da Vert.se, Janaína Xavier. O ideal é que a observação dos resultados seja feita mês a mês, para um acompanhamento mais próximo e certeiro. “Especialmente para o time de conteúdo saber se está indo no caminho certo”, destaca Janaína. Mas para aquelas marcas que nunca fizeram análise de dados Top & Bottom antes, o ideal é a observação do histórico de performance, por meio de ferramentas e estratégias utilizadas na Vert.se. “Podemos realizar o levantamento do último ano, por exemplo, ou dos últimos dois anos, ou do último semestre, depende muito do objetivo”, conclui.


Relevância

A utilização de conteúdo inteligente por uma marca tem mais do que o papel de transmitir informações ou ideias. Ele agrega valor aos produtos e serviços da marca, e aproxima o público, criando uma verdadeira comunidade. Tudo isso deixando de lado o famoso “achismo” na hora da elaboração do conteúdo. “Para o time de conteúdo, é como se a Top & Bottom apontasse uma lanterna em uma noite escura. Você sabe para qual caminho seguir e tem mais segurança na tomada de decisões”, explica a Head de Conteúdo da Vert.se, Camila Borowsky.

“Os algoritmos começam a dar um peso importante para perfis que geram interesse no público. Os que trabalham com conteúdo inteligente, tendem a ter uma comunidade mais saudável e engajada”, justifica a CEO da Vert.se, Carol Zaine.

veja mais insights

© 2022 por Vert.se. Desenvolvido por F&M Works.

insights que transformam.
  • Instagram Vert.se
  • Facebook Vert.se
  • LinkedIn - Círculo Branco
soluções
brand reputation
netnografia
social listening
trends & opportunities
estudo de mercado